Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu e tu...e o resto do mundo

Este é um blog nosso, das nossas coisas, da nossa vida e daquilo que nos faz feliz. E claro...do resto do mundo!

Este é um blog nosso, das nossas coisas, da nossa vida e daquilo que nos faz feliz. E claro...do resto do mundo!

Fez

IMG_3508

  

Depois de uns dias em Marraquexe fomos de comboio para Fez. Foram umas 7 horitas de viagem com bastante calor, mas felizmente deu para fazer amizade com uma Bióloga argelina que tinha ido a uma convenção sobre a praga que anda a matar as palmeiras (na realidade um problema bastante grave para esta espécie) e a sua sobrinha, linda por sinal, que a tinha ido acompanhar (era a cara da Irina Shayk só que de hijab). Super simpáticas!

Voltámos a ficar em outro Riad, embora giro também, não era tão bonito como o primeiro.

Já mais habituados a andar em Marrocos, a regatear pelo preço dos taxis e cada vez mais indiferentes às constantes abordagens de todos (Espanhol? IItaliano? Francês? Português?), lá chegámos ao Riad.

 

Fez foi antigamente capital de Marrocos e é desde 1981 Património Mundial pela UNESCO, portanto a expectativa era grande, além de que não queríamos perder, talvez das imagens mais classicas de Fez - a zona dos curtumes.

Embora já tivesse visto estas imagens dezenas de vezes nos mais variados sítios, e soubesse também que não seria dos sítios mais perfumados, viver aquela realidade é completamente diferente!

Andámos pelas ruelas labirinticas, a tentar perceber qual o caminho até ao sítio dos curtumes. Já há muito tempo que tinhamos desistido de perguntar alguma coisa a quem quer que fosse, pois era certo e sabido que ia connosco até ao sítio e ia exigir dinheiro! Já tinhamos tido este tipo de situação (das coisas mais chatas em Marrocos), portanto no limite, só perguntávamos a mulheres, porque essas não iam atrás de nós. Mas neste caso era simples. Bastava seguir o cheiro!

No início deram-nos um raminho de hortelã para minimizar o cheiro e levaram-nos até um terraço de uma loja que tinha uma boa visilbilidade, claro está na esperança que comprassemos alguma coisa!

Realmente o fedor era algo sério! E as imagens...Ainda o pessoal se queixa do seu trabalho! Imaginem o que é estar durante grande parte do vosso dia, à torreira do sol, a ter contacto com restos de animais, urina de vaca e excrementos de pombo...

Como sou vossa amiga e não quero que vos falte nada, mostro-vos aqui um vídeo da Nomad, que embora não seja do meu realizador favorito, acho que está muito bem feito e dá uma ideia brutal da realidade do que é trabalhar ali. Só têm que imaginar o cheiro! 

 

 

 

Mais sobre nós

Sigam-me

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D